Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Engenharia Civil > Notícias > Notícias - Linha 03 > Projeto de Extensão: Educação Ambiental
Início do conteúdo da página

Projeto de Extensão: Educação Ambiental

Publicado: Segunda, 29 de Abril de 2019, 13h53 | Última atualização em Segunda, 29 de Abril de 2019, 13h54 | Acessos: 842

 

PROJETO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

O Grupo de Educação Ambiental GEA-CAMTUC/UFPA anuncia que ocorreu na tarde da última sexta-feira, dia 26/04/2019, uma roda de conversa entre acadêmicos da UFPA e da UEPA. Este evento objetivou a integração de uma proposta de extensão universitária para educação ambiental a ser desenvolvida na Terra Indígena Trocará. O evento contou com a presença de integrantes do Polo Base de Saúde Indígena de Tucuruí: Eliete Barroso, Gileison Tavares e Ademir Rodrigues, e de lideranças indígenas da comunidade Trocará: Pirá Assurini, Waitahoa Assurini e Toriaiwa Assurini, além de acadêmicos da UFPA e da UEPA.

Os acadêmicos da UFPA são estudantes do curso de Engenharia Sanitária e Ambiental do Campus Universitário de Tucuruí, e os estudantes indígenas são da etnia Assurini que cursam Licenciatura Intercultural Indígena na UEPA. O projeto de extensão tem o objetivo de desenvolver ações de educação ambiental na temática de saneamento básico e saúde ambiental na comunidade Trocará. Na roda de conversa foi apresentado aos indígenas o projeto que foi idealizado pelos estudantes da UFPA: Daniele Gomes, Franciana Valente, Kalena Lisboa, Karlla Rodrigues, Raiane Contente, Sabrina Gaia, Thammirys Ferreira, Wendrya Alves e Wesley Espíndola, e feito o convite à participação dos acadêmicos da UEPA. Em seguida, os estudantes indígenas fizeram sua apresentação pessoal e se posicionaram quanto à importância do projeto. Eles fizeram o relato de suas percepções sobre os problemas de esgoto e resíduos sólidos no território Trocará, e também fizeram o relato de suas experiências pessoais sobre a temática de saneamento básico. As lideranças indígenas presentes no evento também se posicionaram quanto à importância do projeto e suas percepções sobre os problemas de saneamento básico na aldeia. Por fim, a responsável pelo Polo Base de Saúde Indígena, Eliete Barroso, que apoia a execução deste projeto, também ressaltou a importância da integração dos estudantes na execução das ações extensionistas, levando em consideração a relação direta entre saneamento básico e saúde.

Como resultado importante a ser destacado, após o diálogo entre os presentes na roda de conversa, foi produzido um formulário para coleta de dados e levantamento de informações socioeconômicas e de saneamento básico a ser aplicado na comunidade indígena. O projeto está sendo coordenado pela Prof.ª Dr.ª Aline Louzada, e tem uma perspectiva de intercâmbio de conhecimentos entre os acadêmicos (UFPA e UEPA) e principalmente de melhoria da qualidade de vida dos indígenas da comunidade Trocará.

 

Fim do conteúdo da página